quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008

Belas palavras

O esquecimento constante de fatos já passados, é a forma mais eficiente para se promover a “romantização” de qualquer tipo de “construção”, em relação a esses fatos.
Você quer fazer um texto (uma poesia, etc.) belo e inspirador sobre o seu passeio na praia, que ocorreu ontem? Então, não escreva hoje, espere 8 meses para fazer esse texto (ou, então, faça um texto hoje, e um daqui a oito meses, e compare-os; você entenderá tudo isso, na prática). Isso porque, com o passar do tempo, os elementos “coadjuvantes” daquele passeio na praia vão sendo perdidos da memória primeiro, e você (de modo muito mais fluido e natural) irá substituí-los com uma construção sua. Por exemplo (texto feito um dia após o passeio na praia): “andar pela praia (elemento principal) com a minha namorada (elemento principal), sobre a areia (elemento principal) amarela, vendo gaivotas (elemento principal) sobrevoarem bem perto de nossas cabeças, me faz esquecer todos os dias de sofrimento”; (é diferente de – texto após 8 meses) “caminhar pela praia com a minha namorada, sobre um mar de areia amarelada, vendo as gaivotas exibirem de modo imponente as suas asas, me faz esquecer todos os dias de sofrimento”.
Desse modo (com a espera do passar do tempo), é que se descobre mais naturalmente a substituição mais romântica para os elementos que, se forem descritos como o são, acabam se tornando muito “artificiais” e frios. A “flor de pétalas brancas que dei para ela”, passa a ser “a flor de alma branco-geada que dei para ela”.
Para finalizar: você, que têm mais de 20 anos (se teve uma infância saudável), sabe relatar a sua infância sem elementos romantizados? É esse esquecimento “parcial” e constante, que faz com que as lembranças de sua infância sejam mágicas.

6 Comments:

Camila Libanori said...

Bom não tenho mais de 20 anos, portanto em 2010 te direi huHAUahu!


bjO!

Fernando Assad said...

hehehe vou esperar, Camila! rsss

Beijos!!!

Tônia said...

heauieahiua eh

eu tenho 20 anos

Jjota said...

Então, eu costumo escrever fatos que ja aconteceram a tempos, ou assuntos que ja estão na midia á tempos também.. mas nunca tinha me dado conta disso que voce citou no Blog..

realmente se valoriza muito mais os fatos depois que os mesmos ja aconteceram! Viagem principalmente..

Gostei do conteudo!

Arthur said...

Boa idéia...
Vou tentar escrver algo q ocorreu ontem comigo. E relatar outra vez daqui a oito meses. Vamos ver se sai melhor.
T+

Wi||iam said...

Pra que pressa.